Como evitar o aumento da depressão e ansiedade na quarentena?

Como evitar o aumento da depressão e ansiedade na quarentena?

Como evitar o aumento da depressão e ansiedade na quarentena?

Como evitar o aumento da depressão e ansiedade na quarentena? A COVID-19 trouxe várias mudanças na sociedade, porém, a mais perceptível está sendo o relacionamento que temos com as nossas emoções.

Vários fatores externos contribuem para que o medo, a tristeza e a frustração sejam comuns nesse período de isolamento. Se olharmos por um prisma mais otimista, todas as emoções estão mais perceptíveis, até mesmo o amor e a alegria.

Tudo depende do modo como enxergamos a vida e a questão é justamente essa: sabemos lidar com o estresse? A incerteza?

Conhecemos muito bem essas emoções, já sentimos elas antes. Entretanto, nunca estivemos trancados em casa por tanto tempo, sem a correria do dia a dia para nos distrair – e isso fez toda a diferença.

Recentemente, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, escreveu um artigo para a publicação Psychiatric Times, dizendo que a pandemia do coronavírus (COVID-19) pode levar a propagação de transtornos como depressão e ansiedade.

Então, o que podemos fazer para evitar esse cenário?

Utilize a tecnologia a seu favor

Essa é uma saída muito viável para evitar o crescimento da depressão e ansiedade, justamente por ser a alternativa mais humana. Conseguimos ver as expressões no rosto da outra pessoa e isso traz uma sensação de aproximação muito maior. A comunicação ajuda a colocar para fora aflições e frustrações, trazendo alívio.

Procure evitar grupos de WhatsApp que propaguem mensagens pessimistas sobre a pandemia. É importante focar nos pontos positivos da quarentena, como, por exemplo, sugerir atividades, jogos, compartilhar dicas de leituras e séries.

Tranquilize sua mente

Para algumas pessoas meditar realmente faz efeito. Então, vá para um lugar calmo e ouça uma meditação. Existem diversos aplicativos e vídeos no Youtube. Aos poucos, você vai encontrar o que realmente te acalma – pode ser até mesmo sons da natureza.

Outra técnica bem interessante é prestar atenção na sua respiração (principalmente em momentos de ansiedade). Isso faz você voltar para o momento presente, acalmando o seu corpo e mente.

Olhe para suas emoções

É importante aproveitar esse momento de isolamento para aprender a lidar com as suas emoções. Preste atenção no que você está sentindo, o que ocasionou essa emoção, as reações do seu corpo…

Isso tudo com um olhar analítico e não para aumentar ainda mais a emoção do momento, pois isso pode levar a uma crise de ansiedade (medo) ou depressão (tristeza), por conta da COVID-19.

Existem cursos e ferramentas na internet para você desenvolver o seu autoconhecimento, além de terapias online. Ajuda profissional é sempre uma boa opção.

Rodrigo Fonseca, presidente da Sbie, apresenta quatro ferramentas práticas para desenvolver o seu autoconhecimento!

Seja criativo

Sair da rotina significa viver novas experiências e esse é o momento ideal para isso. Faça exercícios diferentes, novas receitas para o almoço, veja canais no Youtube que nunca viu antes, comece uma série diferente…

Você pode estar vivendo um ciclo emocional vicioso sem perceber, alimentando ainda mais sentimentos que causam ansiedade e depressão. Quando você se permite mudar de rotina, está abrindo caminhos para novas emoções surgirem.

*Por SBIE

MISSÃO 01 EMPREENDEDOR EM CADA CASA

Você quer descobrir como começar um negócio online sólido, lucrativo, duradouro e escalável?

Faça parte desse movimento e nos ajude a levar capacitação, realização profissional, liberdade, independência geográfica e financeira para milhares de empreendedores no Brasil, enquanto você também aprende com quem sabe como chegar lá.

Eu já estou dentro. E espero que você venha comigo… basta clicar no link abaixo. É GRÁTIS!

Clique aqui ou no BOTÃO abaixo e comece a empreender em sua casa!

Clique aqui

Para conhecer o projeto e planos CLIQUE AQUI

novafamilia.online

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »