Cuidados que a população deve tomar se receber os R$600,00

Cuidados que a população deve tomar se receber os R$600,00

Cuidados que a população deve tomar se receber os R$600,00

Cuidados que a população deve tomar se receber os R$600,00 do governo. Para muitos brasileiros que estão desesperados por causa da crise do novo coronavírus (Covid-19) existe uma pequena luz no fim desse túnel, sendo que já foi aprovado o projeto que distribui auxílio emergencial no valor de R$ 600, durante três meses para parte da população.

Esse dinheiro será distribuído para um grupo bem amplo de trabalhadores autônomos, informais e com renda intermitente inativos (que têm vínculo de trabalho, mas não estão trabalhando por falta de demanda). O valor pode chegar a R$ 1.200 por família no caso de duas pessoas se encontrarem nessa situação ou de mães que sustentem uma família sozinhas.

Para receber esses valores o trabalhador deve cumprir as seguintes exigências:

– ter mais de 18 anos.

– não ter emprego formal (em regime CLT ou como servidor público) ou ter contrato de renda intermitente ativo.

– não receber benefícios, como aposentadoria, seguro-desemprego ou programas de transferência de renda do governo, com exceção do bolsa família.

– ter renda familiar mensal por membro da família de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00).

– que em 2018 não tenha recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

Além disso o interessado deverá cumprir algumas das exigências abaixo:

– prestar serviços como Microempreendedor Individual (MEI).

– contribuir para a Previdência Social individualmente ou de forma facultativa.

– ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 20 de março (a partir dessa data, trabalhadores não inscritos poderão fazer uma autodeclaração via plataforma digital).

– ter cumprido o requisito de renda média até o dia 20 de março.

– Será permitido que até duas pessoas de uma mesma família acumulem benefícios (auxílio emergencial e bolsa família). Caso o auxílio emergencial seja maior do que o do benefício do bolsa família, o trabalhador irá receber o maior.

Mas o que fazer com esse dinheiro

Esse dinheiro pode ser uma tábua de salvação para milhões de brasileiros, mas é preciso saber utilizar com inteligência. Não se pode gastar de forma aleatória, é preciso ter foco e saber o que priorizar nesse momento.

Nada de desespero e de sair pagando dívidas e contas, é um momento excepcional e para isso as decisões não podem ser as mesmas que tomamos em outros períodos. Até mesmo deixar de pagar algumas contas pode ser a solução nesse momento.

“Muitas contas podem ser postergadas, como está acontecendo em relação de água e energia, outras devem ser repensadas e ainda tem as que devem ser renegociadas, como pode ocorrer no caso de aluguéis.

Pontos como TV a Cabo, streaming, dentre outros devem ser eliminados, excessos também.  Precisamos rever nossa vida totalmente, por mais que seja por apenas três meses. É preciso comprar apenas o estritamente necessário, nunca foi tão importante evitar desperdícios. Repensar costumes e vícios”, explica o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN), Reinaldo Domingos.

Ele complementa que “R$ 600,00 pode não parecer muito em um primeiro momento, mas se for o que se tem, vai ter que se adequar e viver com isso. Tenha a certeza de que com planejamento e organização, é possível se adequar. Uma importante orientação é que, por mais que possa parecer difícil, tudo vai passar”.

Para quem está nessa situação é preciso pensar, em um primeiro momento, nas necessidades básicas em relação às despesas, viver numa operação de guerra. Pensando nisso, Domingos orientou em relação a algumas ações que podem ser tomadas:

– É fundamental nesse momento reunir a família, abrir a realidade e pensar em ações conjuntas de redução;

– Este é o momento de focar na alimentação básica sem luxos supérfluos, opte pelos produtos básicos, com custos menores e esqueça marcas e outras questões que possam elevar o preço;

– Caso tenha, é fundamental proteger a reserva financeira, é preciso ter dinheiro, ele vale muito mais nesses momentos;

– Avalie a possibilidade de postergar o pagamento de energia, água e gás, em muitos casos esses não serão cortados em função da crise;

– Busque suspender pacotes TVs a cabo e reduzir também os pacotes de telefone e Internet, é fundamental buscar por redução sem corte, mas lembrando que pode precisar de ferramentas para trabalho ou procura;

– Não comprar roupas e acessórios qualquer nesse momento, valorize o que já se tem;

– Buscar por atividades que não envolvam custos, ao estar em casa pode buscar principalmente a capacitação;

– Nada de comprar coisas que não sejam essenciais;

– Em casos de dívidas, analisar individualmente e, se possível, suspender o pagamento ou renegociar as prestações, nada de gastar o pouco de reserva financeira que possa ter;

– Exercite o desapego, busque por produtos em casa que possa ser vendido e arrecadar algum dinheiro, mesmo que seja valor baixo, use ambientes de venda online;

– Busque pelo aprimoramento de sua atividade ou em uma nova que esteja estudando atuar;

– Faça sua inscrição em planos de desempregados, ou rendas baixas, o governo está com situação de adesões emergenciais;

– Se tiver emprego informal ou tiver MEI ou pequena ou micro empresa, buscar linhas de apoio que o governo está oferecendo,

– Se tiver cartão de crédito e faturas que não tenha como saldar ou que vão comprometer seu caixa e sua reserva, o melhor a fazer é ligar para o credor e dizer “devo mas não posso pagar agora”;

– Caso necessite fazer empréstimos, evite a quaisquer custos linhas como cheque especial e cartão de crédito que possuam juros exorbitantes;

– Buscar por uma possibilidade de renda mesmo estando dentro de sua casa.

Você quer Descobrir como começar um Negócio Online Sólido, Lucrativo, Duradouro e Escalável?

Visite nossa página com MATERIAL GRATUITO para baixar PDF e criar seu SITE GRÁTIS

Para conhecer o projeto e planos CLIQUE AQUI

novafamilia.online

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »