Ouvir Pausar

Investir a dois: dicas para enriquecer juntos

Casal que cresce junto, enriquece junto? Confira algumas dicas de investimento que irão ser úteis para o crescimento a dois e saiba como conseguir juntar dinheiro no casamento!

Investir a dois: dicas para enriquecer juntos
Banco de imagem

É muito comum que, depois do casamento ou de algum outro tipo de união, os casais queiram fazer a maior parte das atividades juntos. Seguindo essa linha de raciocínio, porque não investir lado a lado?

Assim, ainda que a aposentadoria privada e a aposentadoria convencional possam parecer atrativas, é importante pensar grande e ter planos em conjunto.

Além disso, investimentos para casais estão longe de ser algo complicado. Se vocês realmente estão dispostos a permanecer juntos nesta jornada financeira, então podem enfrentar qualquer outra coisa!

Continue a leitura para saber como enriquecer ao lado de quem você ama.

Afinal, por que a independência financeira a dois é tão importante?

Com a modernidade, os hábitos familiares também acabaram mudando muito, principalmente entre as pessoas mais jovens.

Com isso, os relacionamentos também tiveram as suas estruturas remodeladas, principalmente quando o assunto é “apenas o homem deve trazer dinheiro para casa”.

Atualmente, as mulheres possuem total independência no mercado financeiro e podem ajudar seus parceiros a crescer cada vez mais.

As responsabilidades da casa, agora, são divididas por igual. Levando esse fator em consideração, conquistar a independência financeira a dois é um processo muito mais pacífico e assertivo, visto que as possibilidades de conseguir acumular um patrimônio amplo é bem maior do que se o processo fosse realizado por uma única pessoa.

Se um casal não consegue lidar com os rendimentos juntos, é muito provável que, a longo prazo, dois perfis econômicos comecem a ser traçados dentro de uma mesma casa.

Dessa maneira, um deles terá uma visão mais poupadora e o outro acabará por gastar mais, fazendo com que a renda não entre em equilíbrio.

Ainda que o casal possua um bom patrimônio, uma das partes sentirá que não está contribuindo da maneira correta e, consequentemente, terá a ideia de que está “mais pobre”. Sendo assim, o ideal é se aliar para criar um planejamento financeiro lado a lado.

Como entrar em harmonia financeira?

Uma das principais formas de tornar a divisão em dois perfis financeiros em uma só é conversando.

Já que, o diálogo é extremamente importante na vida de um casal e deve ser priorizado sempre que possível. Se, de alguma forma, essa segmentação está incomodando um dos lados, é preciso falar a respeito.

Quando ambos entram em um consenso, fica ainda mais fácil conseguir poupar e investir.

Dessa maneira, o casal sairá ganhando, pois terá mais chances de fazer com que o dinheiro seja convertido em lucro no futuro por meio dos juros corridos ao longo dos anos em que decidiram dividir essa missão.

Dicas para investir a dois

Agora que você compreende qual a importância de investir juntos, e como fazer para que isso dê certo, está na hora de conhecer algumas dicas para investir a dois. Lembre-se que essa é uma tarefa que requer disciplina e ambos os lados precisam estar empenhados para fazer com que dê certo.

Agora, confira quais são os melhores investimentos para fazer em casal.

Investimento em imóvel

Investir em um imóvel parece ser uma dica clássica, mas, ainda assim, é muito eficaz, principalmente para quem está começando a vida financeira a dois. A moradia própria acaba sendo o sonho para muitas pessoas e, por isso, sempre há alguém que está em busca de um local para se instalar.

O ideal é que haja uma pesquisa ampla acerca do mercado financeiro na área de imóveis e veja como aplicar o aluguel e outros tipos de despesas. Assim, vocês poderão ter uma renda mensal para guardar na poupança ou aplicar em outros investimentos ainda mais lucrativos.

Aplicação em renda fixa

Esta é uma dica mais voltada para aqueles casais que já tomaram a decisão, juntos, de que irão poupar e querem dar um direcionamento certo para a quantia.

O casal precisará definir quando os rendimentos serão resgatados e, dependendo de qual tipo de investimento for escolhido, não poderá haver resgate antes do vencimento.

Este tipo de aplicação pode ser muito rentável, principalmente por causa do controle a dois. Se vocês decidiram que não irão mexer naquele valor por determinado tempo, então haverá uma motivação a ser cumprida por ambos os lados, permitindo que o valor aplicado acabe se multiplicando.

Investindo a dois com o controle de despesas

O controle de despesas também é muito importante para quem está vivendo a dois. Isso porque alguns gastos banais acabam ocupando uma grande quantidade da renda fixa de um casal.

Sendo assim, fazer um planejamento financeiro mensalmente é uma boa ideia. Sempre que possível, cortem gastos desnecessários.

É claro que algumas atividades serão abolidas, mas, no futuro, os resultados serão mais do que satisfatórios.

Sair para baladas com frequência, comer em restaurantes caros ou jantar em uma lanchonete devem ser hábitos menos recorrentes na vida do casal, visando economizar o máximo de dinheiro possível.

Aplicação em ações

Além das opções que foram mencionadas anteriormente, é possível fazer uma aplicação em ação.

No entanto, será necessário estudar o mercado financeiro de forma concisa para não acabar perdendo o seu dinheiro por causa de um deslize. De uma forma geral, investir em ações de empresas é uma alternativa para ter uma renda a dois.

O processo é bem simples, sendo necessário apenas comprar uma ação de uma determinada empresa e acompanhar os seus lucros mensais. No entanto, assim como qualquer outro tipo de investimento, ele possui alguns riscos de perda. É por isso que o recomendado é estudar o mercado antecipadamente.

Investir a dois com conta conjunta

Uma última opção para que se possa investir a dois, e ter rendimentos, é por meio da conta conjunta. Lá, o casal definirá uma quantidade a ser depositada todos os meses e, dessa maneira, poderão ver os juros correrem.

Sabendo como investir a dois, que tal começar a colocar as dicas em prática para melhorar a relação?