O calor do verão pode desencadear varizes

calor e varizes

O calor do verão pode desencadear varizes

O calor do verão pode desencadear varizes. Os dias mais quentes são praticamente sinônimo de felicidade. Mas, em relação a saúde, devemos tomar alguns cuidados.

Se durante o calor você está sentindo suas pernas mais pesadas, inchadas ou doloridas, atente-se. Esse quadro pode ser indícios de varizes.

E o que é isso? A dilatação das veias, que prejudica a circulação do sangue e afeta a parte mais superficial da pele, principalmente nas pernas e pés.

Robert Guimarães, médico especialista em cirurgia vascular, endovascular e angiorradiologia, explica mais sobre este fenômeno, seus sintomas, prevenções e tratamentos.

“As varizes se acentuam nas épocas mais quentes do ano, pois as altas temperaturas provocam uma grande expansão nos vasos sanguíneos, dificultando a passagem de sangue entre nossas veias, causando problemas circulatórios, formigamento, desconforto, ardência, câimbras, coceiras e descoloração no lugar afetado”, explica o especialista.

O tratamento pode ser feito por cirurgia ou pelo método da escleroterapia (queima dos vasinhos das varizes), já que a doença não tem cura.

A drenagem e massagem, também são recomendadas, pois aumentam a circulação sanguínea.

Guimarães também diz que manter hábitos saudáveis nos ajuda a prevenir e cuidar deste mal.

“O jeito como levamos nosso estilo de vida influencia muito em nossa saúde. Se hidratar, praticar exercícios e alongamentos diariamente, evitar saltos e sapatos apertados, não fumar, manter uma alimentação balanceada e sustentar seu peso são dicas fundamentais para precaver essa e outras doenças”

Além de ser uma preocupação estética, as varizes podem causar graves problemas de saúde, como a flebite, uma inflamação que se não for tratada, leva à trombose, que é a formação de um trombo ou coágulo no interior de um vaso sanguíneo em partes inferiores do corpo e que mais tarde pode afetar o sistema cardiovascular, ocasionado um AVC.

“Sabemos que a maior parte da população deixa de fazer exames gerais por acharem que a saúde está perfeita ou por colocarem a culpa na falta de tempo”, ressalta o médico.

Segundo pesquisa Philips Index realizada pelo Instituto Ipsos, no Brasil, 45% das pessoas nunca fizeram um check-up por conta da questão cultural e pelas dificuldades em fazer exames preventivos no SUS (Sistema Único de Saúde) e pelo plano de saúde.

O levantamento mostrou ainda que o número de homens que não cuidam da saúde é maior do que o de mulheres.

Quarenta e cinco por cento da população masculina nunca fez check-up contra 25% das mulheres.

“Porém, ter este cuidado é primordial, uma vez que doenças como essas podem ser curadas se forem tratadas previamente. Por conta disso, não deixe de procurar um médico vascular”, alerta o doutor.

Por Redação

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »