Ouvir Pausar

O Friendship Circle é uma ONG de transformação e inclusão social

O Friendship Circle é uma ONG de transformação e inclusão social
Friendship Circle

Nesses dias tão significativos (entre o dia Nacional do Amigo – 20//07 e o Dia Internacional da Amizade – 30/07) é imprescindível dar visibilidade à convivência e à amizade junto a pessoas com deficiência, e mostrar como essa atitude transforma a todos que com elas se envolvem.

1) Já enfrentaram alguma dificuldade em construir uma amizade duradora? Qual?

Nina: “Sim, já tive muitas dificuldades por ter Síndrome de Down.”

Maria Laura – “Acho que todo mundo já teve dificuldades em construir uma amizade verdadeira, sempre fica uma dúvida se "será que a pessoa gosta mesmo de mim?", mas acho que para ser verdadeiro a amizade tem que vir das duas partes, compartilhar coisas em comum, mesmo que seja o gosto musical ou um filme favorito.”

Matheus: “Com certeza, a maioria das pessoas que conhecemos vão ser relações superficiais, de interesse ou algo do tipo. Não que isso seja ruim, mas uma amizade duradoura e verdadeira depende da entrega das duas partes, da abertura e interesses em ambos. É importante procurar interesse em comum, seja no esporte, em filmes e séries, música, jogos, etc.”

2) Já sofreram alguma discriminação ou bullying por “colegas”?

Nina: “Já sofri muitos preconceitos e muito bullying. A minha professora de química não me deixou entrar na sala porque ela achava que eu não sabia a matéria.”

Maria Laura: “Quando eu era menor eu era mais gordinha, por isso era sempre excluida e não tinha amigos, fora que sempre me davam apelidos feios. Isso nunca me abalou muito, até porque eu não entendia muito bem o motivo deles fazerem aquilo, mas hoje em dia, com 20 anos consigo me aceitar muito melhor.”

Matheus: “Quando eu era menor eu era bem menor do que a média dos meus amigos, por isso me davam muitos apelidos: formiguinha, uvinha, tampinha, etc. Me incomodava bastante mas nunca deixei de ter amigos. A solução foi achar um apelido que eu gostasse. Então até hoje (eu com 19 quase 20 anos) me chamam de Mini, apesar de eu já ter crescido e não ser menor do que a média das pessoas é um apelido que marcou e eu gostei”.

3) Por que as pessoas precisam de amigos?

Nina: “Eu preciso de amigos para me divertir. Marcar com meus amigos pra ir em casa, e para ir na balada.”

Maria Laura: “Todo mundo precisa de amigos, é uma sensação muito boa poder dividir momentos com amigos próximos, a felicidade dos outros nos deixa feliz, então acho que é um ciclo para todo mundo. Além de poder compartilhar momentos bons, amigos são para os momentos ruins também, estão sempre lá nos ajudando e nos dando força para enfrentar alguma dificuldade”.

Matheus: “Está na natureza humana, dependemos disso. Não há sensação melhor do que dividir momentos com amigos próximos, com a família ou com companheiro(a). A troca que temos quando isso acontece nos ajuda a evoluir, ser feliz, melhorar como pessoas, ser mais solidários, etc.”

4) Como as pessoas se beneficiam da convivência social?

Nina: “Se sentem felizes, alegres e não sozinhas. Poder conversar e brincar.”

Maria Laura: “Acho que o maior beneficio da convivência social é a empatia, aprendemos muito quando estamos em contato com o outro. Ninguém é igual ao outro e acho que isso torna a convivência muito interessante, trabalhamos o respeito, educação, a alteridade e o amor ao próximo.”

Matheus: “Há muitas formas de se beneficiar da convivência social. Desde aprender empatia, respeito, compartilhar momentos, dividir dores, evoluir, são todas formas de benefício”

5) Quais habilidades podem ser geradas pela amizade?

Nina: “Sim, tenho muito respeito pelos meus amigos”

Maria Laura: “Todas, aprendemos com os outros por que eles são diferentes de nós, nos forçamos a entender o outro e a nos colocar no lugar do outro, isso gera respeito, empatia, solidariedade, acho que tudo mesmo.”

Matheus: “Creio que todas possíveis. Aprender a conviver em sociedade, ouvir o outro, empatia, respeito, educação, cooperação, coragem, responsabilidade e muitos outros.”

6) O que é uma amizade verdadeira?

Nina: “Confiança, amor, respeito, compreensão e gratidão.”

Maria Laura: “Para mim, amizade verdadeira é aquela amizade que você sabe que você sempre vai poder contar com ela, mesmo depois de uma briga ou depois de anos sem se falar, ela vai estar lá quando você precisar e vai te apoiar sempre que você precisar.”

Matheus: “Amizade verdadeira é aquela na qual você pode confiar de olho fechado, é aquela amizade que mesmo depois de 2 meses sem se falar por conta da distância a relação continua a mesma, quando você compartilha sentimentos, ideias, opiniões porque sabe que não será julgado.”

7) Como se constrói uma amizade?

Nina: “Com carinho, amor e alegria.”

Maria Laura: “Acho que nunca tinha parado para pensar nisso, nem me lembro como construí amizades, mas acredito que seja a partir dos dois, é impossível fazer uma amizade sozinho, então acho que é uma entrega dos dois a partir de confiança e comunicação.”

Matheus: “Uma amizade é construída a partir da entrega, do respeito, com bons e maus momentos, altos e baixos, confiança, lealdade, etc.”

8) Uma mensagem sobre amizades com pessoas diferentes

Nina: “Tenho amigos que não têm Síndrome de Down. Eles são muito especiais na minha vida.”

Maria Laura: “Não consigo nem expressar o quanto é especial ter amizade com pessoas diferentes. Acho que não existe exercício melhor do que se colocar no lugar do outro e ver o quanto você pode aprender com o outro e o quanto você pode ensinar a ele. Todos somos diferentes e depois que percebemos isso e paramos de apontar o dedo para as outras pessoas, tudo fica mais fácil.”

Matheus: “É sempre especial ter uma amizade com pessoas diferentes. A evolução é maior, o aprendizado é enorme, a empatia cresce a cada dia e o respeito não é possível ser mensurado. A troca que acontece beneficia a todos, inclusive quem não está diretamente na relação, o ambiente fica mais leve e o mundo melhor.”

“Sabemos, por nossa experiência, que a construção de vínculos de amizade junto a pessoas com deficiência promove a superação das diferenças, das opiniões preconcebidas e julgamentos. Somos seres distintos, cada um com sua potencialidade, contribuindo para uma sociedade mais empática e inclusiva. A diversidade de seus amigos vai enriquecer seu repertório emocional, intelectual e de desenvolvimento pessoal. Se dê essa oportunidade.”

Friendship, inclusão na prática.

(O Friendship Circle é uma ONG de transformação e inclusão social que, por meio da promoção da amizade entre crianças e jovens com deficiência, e jovens voluntários, trabalha para a criação de um mundo mais empático e inclusivo.)

 

Entrevistados pela ONG Friendship Circle:

-Marina Trebilcock Cassari Silva, 19 anos, ensino médio concluído em 2019 em escola regular, atualmente faz teatro e dança, e será professora de dança.

-Maria Laura Conrado de Barros Magalhães, 20 anos, cursando 3º ano da faculdade de Relações Públicas, é Jovem Voluntária na ONG Friendship Circle.

-Matheus de Queiroz Mattos Bromberg, 19 anos, cursando 2⁰ ano da faculdade de publicidade e propaganda, é Jovem Voluntário na ONG Friendship Circle.