Plataforma que avalia serviços para caminhoneiros vence Hackathon CCR

Plataforma que avalia  serviços para caminhoneiros vence Hackathon CCR

Plataforma que avalia serviços para caminhoneiros vence Hackathon CCR

Evento em formato digital teve recorde de 7.000 inscritos e 330 projetos apresentados. Solução Parada Certa levou o prêmio de R$ 80 mil

O Grupo CCR encerra o seu primeiro Hackathon superando todas as expectativas. A maratona livre de programação, teve recorde de 7 mil participantes, que entregaram 330 projetos.

Para isso, 130 mentores se dividiram em 390 horas de atendimento, em 800 seções para dar suporte a este desafio.

O projeto Parada Certa foi o vencedor ao desenvolver uma plataforma online que cria um ecossistema de avaliação de serviços que beneficia toda a cadeia do caminhoneiro, desde o condutor até o comércio ao longo das rodovias brasileiras.

O sistema pode ser acionado por programas de mensagens, como WhatsApp e Telegran, já comuns na vida dos caminhoneiros através de chatbots. “Normalmente, os caminhoneiros fazem paradas em locais que já conhecem ou foram indicados. Assim, pensamos em uma maneira de potencializar essas indicações.

A partir das avaliações no aplicativo, o condutor se sente seguro e economiza dinheiro com os pontos ganhos, reduzindo o stress.

A plataforma fornece também avaliação do trecho de rodovia, quanto a aspectos como qualidade da sinalização e pavimentação, dados que podem ser disponibilizados à CCR para o planejamento de melhorias na via”, explica Liana Oliveira, integrante da equipe vencedora do Hackathon CCR 2020.

Quanto mais indicações fizer, mais o caminhoneiro acumula pontos que podem ser trocados por serviços nos postos de paradas

“A ideia de fazermos um hackathon voltado para os caminhoneiros surgiu dentro de uma discussão mais ampla, em que buscávamos alternativas que pudessem melhorar a vida desse público.

O projeto vencedor tem tudo a ver com o novo propósito do Grupo CCR, que foi lançado recentemente, que é:´Viva o seu caminho’.

Porque a CCR não trabalha apenas para ligar o ponto A ao ponto B, a gente quer que essa experiência de ir de um ponto a outro seja satisfatória, viva e com qualidade”, comemora Flávio Carvalho, relações institucionais da CCR Infra SP, divisão da CCR que reúne concessionárias de rodovias no Estado de São Paulo.

O projeto vencedor foi desenvolvido por Carlos Modinez e Flavio Tsukamoto, ambos com 21 anos e estudantes de Engenharia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), além de José Bestel, 25 anos, estudante de Sistemas de Informação na PUCPR, Andressa Valengo, 27 anos, Mestranda na Faculdades Pequeno Príncipe e Liana Oliveira, 37 anos, doutora em Genética (UFPR).

A CCR Metrô Bahia retoma a programação de exposições fotográficas ampliando todo o conteúdo para o ambiente digital.

Agora, a concessionária vai promover e disponibilizar Exposições Virtuais em seu site e todos aqueles que não estão utilizando o metrô neste momento podem conferir o acervo de fotos de qualquer lugar através de um computador ou smartphone com internet.

Além de inovação, a iniciativa busca descontrair e dar leveza ao dia a dia dos clientes do metrô e valorizar ações culturais, oferecendo espaço para os artistas mostrarem a sua arte.

A exposição tem visitação gratuita e integra o projeto Vem pra Cá, que promove eventos e ações que reforçam a pluralidade cultural, diversidade e inclusão durante todo o ano nas estações de metrô da cidade.

*Por Grupo CCR

https://m.polishop.vc/novafamilia/

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts