Ouvir Pausar

Queimada urbana é crime ambiental e contra a saúde pública

A prática é primitiva e proibida por Lei, mas ainda existem pessoas que colocam fogo no mato seco de terrenos para fazer a limpeza

Queimada urbana é crime ambiental e contra a saúde pública
Banco de imagem

O fogo em terrenos baldios é muito comum em épocas de estiagem, já que o mato seca por falta de chuvas e muitos cidadãos colocam fogo como forma de dar fim a lixos, mas pode causar incêndio que se torna incontrolável, causando prejuízos para o meio ambiente e saúde pública.

A queima de lixo, ainda que em propriedades particulares é crime, a Lei de Crimes Ambientais, nº 9.605, descreve no artigo 54 o crime de poluição, que configura o ato de causar poluição, que coloque em risco a saúde humana  a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora: Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa. 

A limpeza de terrenos deve ser feita mecanicamente e o mato cortado e detritos que estiverem no terreno devem ser descartados através de caçamba, que é fornecida pela prefeitura gratuitamente, lembrando que o serviço pode ser contrato de empresas particulares se for da vontade do proprietário.

As queimadas prejudicam a saúde

A fumaça proveniente das queimadas contém diversos elementos tóxicos que são nocivos à saúde humana.

Problemas respiratórios como, bronquite, asma, sinusite e rinite, nariz entupido, rouquidão, tosse alérgica, conjuntivite, irritação nos olhos e garganta, alergia e vermelhidão na pele, e doenças cardiovasculares, estão entre os problemas mais frequentes nessa época do ano, e se agravam em decorrência da fumaça.

A fumaça é composta por monóxido de carbono, que uma vez inalado atinge o sangue, e pode, impedir o transporte do oxigênio para  as células e tecidos do corpo. Como consequência ocorre um processo inflamatório generalizado, causando efeito nocivo no coração e o pulmão. Podendo em algumas situações causar a morte.

O pneumologista Leonardo Madeira Elias afirma que “Os mais afetados pelos efeitos das queimadas são as crianças e idosos”, e orienta como amenizar esses efeitos: “As pessoas devem  manter uma boa hidratação, principalmente em crianças menores de 5 anos e idosos maiores de 65 anos, e manter os ambientes da casa e do trabalho fechados, umidificados, e optar por uma dieta leve, rica em verduras, frutas e legumes.  Além disso, em caso de urgência deve-se buscar ajuda médica imediatamente”.

Você pode colaborar com a limpeza pública, mantenha seu terreno limpo, não descarte materiais de construção, móveis velhos, lixo proveniente de limpeza de quintal ou qualquer outro tipo de entulho de forma incorreta, estes sempre devem ser descartados em caçambas.