Setor industrial repensa o uso de plástico e papel por meio da reciclagem

reciclar

Setor industrial repensa o uso de plástico e papel por meio da reciclagem

Setor industrial repensa o uso de plástico e papel por meio da reciclagem. No geral, o poliestireno é o tipo mais comum de plástico encontrado no meio do lixo, seguido pelo PET, material usado em garrafas, recipientes e outras embalagens.

Por isso, ao investir em um projeto para transformar resíduos e destinar corretamente o lixo reciclável, o que era despesa vira fonte de renda e uma grande iniciativa em prol do meio ambiente.

Yamá Cosméticos

No caso da Yamá Cosméticos, os resíduos produzidos na fábrica são enviados para uma cooperativa formada por vizinhos preocupados com o meio ambiente e que hoje gera empregos em Cotia, região metropolitana de São Paulo.

A cooperativa parceira do projeto, Coopernova Cotia Recicla, ficará responsável por recolher os resíduos recicláveis da fábrica da Yamá, que já realiza a separação dos materiais para a coleta seletiva.

A colaboração começou este mês e já arrecadou, entre papel e plástico, 3,56 toneladas.

Assim, a ação contribuirá ambientalmente, a poluição por plástico é um dos maiores problemas ambientais e mesmo quando descartados corretamente no lixo, acabam tendo um destino pouco proveitoso nos aterros sanitários.

Coleta Seletiva

A reciclagem, além de gerar renda para as cooperativas, diminuem o impacto da produção sobre a Natureza.

“Agradecemos a iniciativa da Yamá Cosméticos em relação a coleta seletiva.

Esperamos manter uma boa parceria, buscando recolher todos os resíduos recicláveis, gerando emprego e renda, além de preservarmos o nosso meio ambiente que sofre com o problema gerado pelo grande número de resíduos sólidos descartados em aterros sanitários, sem uma possível reutilização.

Precisamos incentivar ações ambientais como esta para garantir uma boa relação entre o homem e o meio ambiente”, comenta a Presidente da Coopernova, Marly Monteiro Andrade dos Santos.

Além da parceria, a Yamá Cosméticos ainda utiliza material reciclado para a elaboração das embalagens da linha Yamasterol Cachos. Cerca de 20% do polietileno de alta densidade (PEAD) utilizado pela empresa para produzir os frascos são provenientes de reciclagem.

Por Redação

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »